• Matheus Dantas

LUPIN - PARTE 1 | CRÍTICA E ANÁLISE DA NARRATIVA

Desde sua estreia, Lupin está entre as séries mais assistidas da Netflix. Esse suspense policial é uma série francesa baseada em Assène Lupin, um importante personagem da literatura francesa, e pode agradar os fãs de La Casa de Papel.

Lupin Crítica Lupin Série Netflix Lupin Roteiro

Sobre a série


A história é sobre Assane (Omar Sy), uma ladrão que pretende roubar um colar, pertencente à Maria Antonieta, e vingar a morte injusta de seu pai, que foi incriminado pelo roubo desse mesmo colar quando era adolescente. Enquanto lida com esse plano, também busca se aproximar de sua família, em especial de seu filho Raoul, que mora apenas com sua mãe após um divórcio no passado.


Assista ao trailer da série.

Lupin tem 5 episódios, com uma média de 40-50 minutos cada um, o que torna uma ótima série para maratonar e terminar em um único dia. A história é baseada no personagem Ansène Lupin, criado por Maurice Leblanc no início do século XX, conhecido como um ladrão sofisticado e habilidoso em se disfarçar. Os fãs de La Casa de Papel também podem gostar bastante da série, pelas semelhanças entre a trama (personagens roubando espaço público e de muito dinheiro), embora tenham um ritmo diferente.


Este post contém spoilers de Lupin.


Analise da narrativa


Estudo dramaturgia e gosto de assistir séries, filmes e musicais para entender como as histórias são contadas. Abaixo, compartilho o que estou aprendendo e o que consegui identificar de técnicas de roteiro e alguns pontos interessantes sob essa perspectiva da narrativa.


O anti-herói


O anti-herói é um personagem que comete atos imorais, mas sempre com um motivo que justifica suas ações. No caso de Lupin, Assane é um ladrão e que se disfarça muito bem, para vingar a morte de seu pai, que foi incriminado injustamente quando adolescente, ficando sozinho desde então. Isso faz o público torcer e "vestir a camiseta" dele.


Dentro de uma estrutura clássica, os personagens apresentam uma problemática de caráter, o "defeito" do personagem, que em Lupin eu não consegui expressar em uma palavra rápida. Isso porque a principal questão para Assane é sua dificuldade em dedicar tempo e dar melhores condições para sua família. Isso fica claro nos primeiro minutos do primeiro episódio quando ele aponta para sua ex-esposa uma vontade de mudar e pede uma chance de se consertar.

Lupin Netflix filho Raoul
Assane com seu filho Raoul.

A partir disso se constrói o dilema do protagonista, que é conciliar sua vida como ladrão e ainda passar tempo com a família. Contudo isso não é bem trabalhado, pois Assane parece ser "perfeito" demais e não tem um momento muito forte de fraqueza ou de erro, exceto quando revela acidentalmente sua identidade ao policial que cuidou do caso de seu pai. Outra ocasião, que dentro narrativa corresponde aos acontecimentos em que tudo dão errado, não há interferência ou ligação direta com Assane, pois é sua recém parceria, a jornalista, que é perseguida e assinada.


Apesar disso, há um claro aprofundamento do protagonista através de todos os flashbacks, presentes em todos os episódios e que permite entender todas as razões pelo qual Assane está fazendo tudo isso. Dentro de uma jornada do personagem, sua problemática de caráter deve piorar e não melhorar, pois se trata de um anti-herói. Dessa forma, o conflito central é saber se Assane será bem-sucedido em sua vingança da morte de seu pai.


Desenvolvimento dos episódios


Os cinco episódios são capazes de envolver bastante o público para entender como Assane conseguirá seu objetivo, com uma estrutura procedural bem definida através de um arco do episódio bastante claro, mas que funciona perfeitamente para o serializado (história da temporada), como é exatamente esperado.


Um dos motivos que mais prendem o público é genialidade de Assane a sua capacidade em se transformar em diferentes pseudônimos em cada episódio que dão continuidade ao seu plano.

Lupin Netflix Policiais Detetives
Policiais envolvidos na investigação do caso do colar.

Com uma temática policial, logicamente existem os detetives que estão em busca desse mistério envolvendo o colar. Algumas fórmulas clássicas desse tipo personagem estão presentes, como por exemplo o policial que está certo sobre o ladrão, mas é tido como maluco e/ou obcecado por uma série de pistas que até então não fazem sentido. Inclusive, essa dinâmica entre Assane e a equipe de investigação já torna a série bastante atraente por si só.


O final do episódio 5 deixa um gancho bastante grande para ser resolvido na continuação e que promete uma movimentação mais intensa.


De forma geral


A série foi muito bem construída e com uma boa narrativa. Lupin, de maneira pessoal, não me prendeu como eu esperava, devido à pouca apresentação de seus pontos fracos na fase adulta. A narrativa, de qualquer maneira, é envolvente e expressa temas importantes, como o racismo, através de um olhar torno ou comentário sobre a aparência do protagonista, ilustra a sociedade. A atuação do Omar Sy é realmente um grande destaque e todos os demais personagens ajudam a trazer mais brilho pra ele.


Você que assistiu, me conta o que você achou.

Transparência: Meu site faz parte do Programa de Associados da Amazon.com.br, que permite monetizar o blog com esses links.

Torne-se membro do blog para me ajudar, clicando em Registre-se no topo dessa página, e poder comentar. Não se esqueça de compartilhar esse post com alguém que possa gostar.


Você pode acompanhar minha rotina e jornada como artista no Instagram, alguns vídeos no TikTok, ver meus pins e pastas no Pinterest e outras coisas aqui no Twitter. omatheusdantas_ em todas as redes sociais.

15 visualizações0 comentário
 
google.com, pub-6502370055970501, DIRECT, f08c47fec0942fa0